20 de mai de 2012

O aroma




O aroma

O cheiro do pasto
e o aroma das plantas
ainda que escassos
nos confortam
de algum modo
trazendo certa leveza
pras almas tensas da cidade

(não há força capaz
de apagar para sempre
um sentimento
– que trazemos
no fundo do peito
como uma voz que clama
por justiça e paz).
Hão de criar-se com força
os germes lançados à terra
e que pulsam
– ainda lentos –
carregando
nas mãos dóceis
a bandeira incansável da esperança.



3 comentários:

Anônimo disse...

Alvis!!!
Sabes que sou tua fãzona!Não é pra menos: os teus versos é que têm aroma de esperança...! Por isso são leves, leves, leves e leves!
Lindo!
Bj, Tê!

Marisete Zanon disse...

Esperança, última que morre...

Sara disse...

Não há nada mais agradável do que o cheiro da natureza, ou o que ela pode trazer esperança a todos pode pensar o que poderíamos obter as mesmas marcas de perfumes ralph laurenperfume s flore cheiro que são totalmente funcional e agradável.